domingo, 10 de junho de 2007

A coisa complicou

Não irei me juntar a todos na euforia após a melhor corrida do ano e a primeira vitória do espetacular Lewis Hamilton. Afinal sou brasileiro, não sou jornalista e sou sim torcedor. E torço para o Felipe. Hoje provou que não está brincando quando passou Raikkonen na largada e ficou na cola de Alonso até o espanhol errar. Muito bom. Estava no caminho de partir pra cima de Webber e chegar no pódio quando foi encerrada sua participação na corrida. Um erro besta de sua equipe por liberá-lo na luz vermelha, e erro dele mesmo se devia ter prestado atenção. Esperamos suas justificativas. Sobre sua pilotagem simplesmente está um passo à frente de Kimi. Até agora não era a favor da Ferrari tratá-lo com primeiro piloto. Não gosto disso. Mas como a Ferrari trabalha dessa maneira então senão escolher Felipe vai jogar fora sua chance de brigar pelo campeonato de pilotos, pois Kimi simplesmente não está andando como Massa. O brasileiro está a 15 pontos do líder mas 7 à frente de Raikkonen. É melhor (ou está) que seu companheiro, e está motivado. Ou a equipe italiana coloca suas fichas em Massa e investe pesado nele daqui pra frente ou vai deixar claro que não tem intenção de ganhar senão for com Kimi, como fez em 99 com Irvine e Schumacher.
A corrida eu comento depois.

Abraços.

3 comentários:

Maximo disse...

7 pontos em 6 corridas é muito pouco para definir o primeiro piloto.
por essa lógica a McLaren deveria priorizar Hamilton.

calma...

O Felipe precisa é andar mais e errar menos. escolhe as horas mais erradas para errar...

Sakher disse...

Não é tanto pelos pontos, mas sim pela perspectiva...

Ron Groo disse...

Concordo com o Maximo.
Groo