domingo, 21 de outubro de 2007

Impressionante.

Kimi Matias Raikkonen
















Data de nascimento: 17 de Outubro de 1979
Local de nascimento: Espoo, Finlândia
CAMPEÃO MUNDIAL DE FÓRMULA 1
Pontos na carreira: 456
Total de vitórias: 15
Pole Positions: 15
Corridas disputadas: 122
Voltas mais rápidas: 25
Total de pódios: 48

Inacreditável. Improvável. Incrível. Mais um piloto escreve seu nome na história da fórmula 1 e dos esportes em geral. Kimi Raikkonen fez valer seu grande desempenho na segunda metade do campeonato, correu, ganhou, correu mais, ganhou mais, encostou e prevaleceu. E de uma forma que deixou todos que acompanhavam a corrida de cabelo em pé.
Chegou em São Paulo com 7 pontos de desvantagem e pouquíssimas chances de conquistar o título. Volta pra Europa com o título de campeão do mundo.

Um brilhante desempenho do frio corredor, que não se abateu enquanto andava atrás de seu companheiro, e quando se adaptou ao carro andou muito rápido e conquistou o máximo de pontos que conseguiu, e se correu por fora na disputa ao título ganhou com todos os méritos e poucas ressalvas. Fez poucas ultrapassagens, evitou algumas disputas e não exalou a mesma garra dos outros três rivais durante a temporada. Ao mesmo tempo conquistou seis vitórias, foi ao pódio nove vezes nas últimas dez corridas e com a disputa entre os pilotos da Mclaren aproveitou a brecha e deu o bote.

Felipe Massa teve um papel fundamental na conquista de seu companheiro. Para alguns isso é um mérito, pra mim é frustrante. Saiu na pole, segurou Lewis Hamilton na largada, fazendo com que o inglês perdesse a posição até para Fernando Alonso que largava em 4º. Deu o primeiro lugar de presente para Kimi e levou a segunda posição numa tranquilidade avassaladora. Com isso deixou Alonso com o inútil terceiro lugar. Claro tudo isso foi possível após Lewis Hamilton ter decidido que a Mclaren não merecia ficar com o título depois do caso de espionagem e também não gostou da idéia de se tornar o primeiro estreante de fato a ser campeão do mundo. Apenas isso explica por que depois da lambança na China o inglês colocou tudo a perder tentando dar o troco em Fernando Alonso ainda na primeira volta. Caiu para oitavo e numa tentativa frustada de ultrapassagem encima de uma BMW levou seu carro à um estresse excessivo fora da pista, o que provavelmente acarretou o problema do câmbio que o jogou para a 18ª posição. Terminou em sétimo e entregou o título ao piloto do carro vermelho.

Uma vez mais um brasileiro assiste seu companheiro ter a glória de levar a Ferrari a um título mundial numa nova fase. A fase pós Schumacher. Se Rubinho acompanhou Michael Schumacher devolver à Ferrari uma glória alcançada pela última vez em 1979 e reescrever o livro dos recordes Felipe Massa foi o escudeiro da vez em 2007. E Kimi Raikkonen, em seu primeiro ano de Ferrari conquista o título. Improvável mas merecido. Um campeão nasce. Um personagem tímido e muitas vezes até sem graça. Mas campeão.

Parabéns Kimi Raikkonen.

6 comentários:

Gil disse...

Uma pena, achei, o Hamilton não ter vencido (ok, tinha o lance da McLaren, mas de fato torcia pra ele fazer história por uma série de motivos). Mas faltou a ele a frieza de Raikkonen.

Felipe Maciel disse...

Finalmente essa frieza toda serviu para alguma coisa. Quem diria que terminaria assim?

Cristiano Rafael disse...

Hamilton estava com a faca e o queijo na mao..ou melhor, o limao e a caipirinha na mao..ja q se tratou de uma final em territorio brasileiro. Mostrou que nao merece ser vencedor, pois algumas horas apos jogar fora o campeonato estava cantando Bob Marley na noite paulistana que foi regada a mesma caipirinha e o mesmo limao que estavam em sua mao.
Lamentavel.

Camaleao disse...

Nao seria limao e cachaca na mao? A ideia de queijo e faca na mao provem da suica, ja que la, as pessoas devem cortar o queijo para que seja preparado o fondue.. Ja o limao e a cachaca nao e nada mais que uma criacao analoga a expressao suica. Sei disso porque morei na suica.. No caso dessa analogia o resultado, que seria o campeonato, e a caipirinha. Mas pelo jeito, o ingles decidiu beber Caipiroska ao invez de Caipirinha.

Ron Groo disse...

E eu que azucrinei o cara e sua torcida o tempo todo.... Me ferrei. parabéns pra ele. Condolencias pra mim...

CresceNet disse...

Gostei muito desse post e seu blog é muito interessante, vou passar por aqui sempre =) Depois dá uma passada lá no meu site, que é sobre o CresceNet, espero que goste. O endereço dele é http://www.provedorcrescenet.com . Um abraço.